O que evitar e o que priorizar ao fazer as compras do mês

O que evitar e o que priorizar ao fazer as compras do mês

A ciência já provou que  uma dieta balanceada e rica em nutrientes no presente pode evitar graves problemas de saúde no futuro 

Hoje, 16 de outubro, é comemorado o Dia Mundial da Alimentação. A data comemorativa foi escolhida há 39 anos como uma maneira de lembrar criação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em 1945. 

Para celebrar este dia, preparamos um pequeno guia sobre alimentação. É importante lembrar que a ingestão adequada de nutrientes, o que inclui a escolha de alimentos e a forma de preparo, é essencial para a manutenção de uma boa saúde.  

E se alimentar adequadamente também representa economia financeira, além do ganho em qualidade de vida. Isso porque a ciência já mostrou que a longo prazo, a manutenção de uma dieta apropriada pode prevenir enfermidades no coração e certos tipos de câncer, entre outros males. 

Alimentos in natura 

Alimentos in natura ou minimamente processados são aqueles que são diretamente obtidos em plantas ou provenientes de animais, como os frutos, verduras, legumes, raízes, tubérculos, ovos e o leite de vaca. São considerados minimante processados quando passam por pequenas alterações, como as farinhas, o arroz e o feijão. 

Os alimentos de origem animal são ótimas fontes de proteínas, minerais e vitaminas, mas tem uma quantidade grande de calorias e teor excessivo de gordura. Por outro lado, os alimentos de origem vegetal tem grande quantidade de fibras e nutrientes variados, sem o alto teor de calorias e gordura saturada. Por isso, o ideal é consumir refeições que equilibram uma grande quantidade de verduras e legumes, com quantidade resumida de carne. 

Os alimentos in natura e minimamente processados são a chave para uma dieta balanceada, saudável e promotora de bem-estar, por isso devem estar em abundância na dispensa e na lista do supermercado. 

Alimentos processados 

Alimentos processados são combinações de alimentos in natura com adição de açúcar e sal ou outros ingredientes como óleo e vinagre. Verduras e legumes em conserva, frutas em calda ou cristalizadas, molhos de tomate industrializados e carnes salgadas, como o bacon, atum e sardinha em lata estão entre os exemplos de alimentos processados. 

O problema desses itens é que o processo de fabricação deles prejudica o teor de nutrientes que os alimentos contém. 

O alto teor de sal e açúcar, além da baixa quantidade de água desses alimentos faz com que o consumo excessivo de processados seja a causa de doenças cardiovasculares, problemas de obesidade e outras doenças crônicas. Por isso, eles devem ser evitados. 

No caso dos alimentos processados, o ideal é limitar o consumo a pequenas quantidades, devendo ser usados especialmente em refeições que se combinam com alimentos in natura

Alimentos ultraprocessados 

Biscoitos recheados salgadinhos e macarrão instantâneo instantâneo estão fazem parte da categoria de alimentos ultraprocessados próximo parágrafo 

Apesar de populares, esses alimentos tem baixíssimo teor nutricional. Sua fabricação é feita por indústrias de grande porte, e muitas vezes inclui adição de óleo, gordura e substâncias usadas somente em caráter industrial. Algumas, inclusive, contam com derivados de petróleo e carvão na sua composição, segundo informações do Ministério da Saúde. 

Para saber se um alimento é ultraprocessado ou não, observe a lista de ingredientes: quando há uma quantidade excessiva de ingredientes (frequentemente cinco ou mais) e quando estes têm nomes estranhos à prática culinária, como xaropes, espessantes e corantes artificiais, em geral, se tratam de um itens ultraprocessados. 

 Além de conter uma grande quantidade de sódio e gordura, e baixa quantidade de fibras e vitaminas, esses alimentos tendem a substituir as refeições in natura ou processadas, que contém os nutrientes que nosso corpo precisa. Por isso, segundo recomendações médicas, seu consumo deve ser evitado. 

Engrenagem Virtual © 2020 | Todos os direitos reservados