Mercado de fintechs de crédito cresce no Brasil

Mercado de fintechs de crédito cresce no Brasil

Fintechs são empresas do setor financeiro que oferecem produtos e serviços financeiros de forma totalmente digital, conhecidas pela agilidade e inovação em seu atendimento. Crescem cada vez mais as empresas dessa modalidade dedicadas ao crédito, ou seja, que se propõem a emprestar dinheiro de forma menos burocrática e mais acessível.

Para autorizar o funcionamento das fintechs de crédito, o Banco Central analisa informações sobre os proprietários, origem e movimentação dos recursos, compatibilidade da capacidade econômico-financeira com o porte, a natureza e o objetivo da instituição. No Brasil, são 24 Sociedades de Crédito Direto (SCD) e 6 Sociedades de Empréstimo entre Pessoas (SEP).  Muitas delas têm foco em micro e pequenas empresas.

Diferença entre as SCDs e SEPs

As Sociedades de Crédito Direto realizam operações com seus próprios recursos, enquanto as Sociedades de Empréstimo entre Pessoas permitem transações peer-to-peer lending. São operação de crédito intermediadas pelas fintechs em que os credores podem emprestar dinheiro diretamente aos devedores, por meio de plataforma tecnológica, com limite de R$ 15 mil por devedor, segundo regras do Banco Central.

Nos dois modelos, é possível oferecer serviços adicionais, como análise e cobrança de crédito para outras instituições, sejam elas financeiras ou não, emissão de moeda eletrônica e cartão de crédito.

Dados do setor

Segundo pesquisa da Google Brasil do ano passado, 78% clientes atendidos por fintechs se sentiram satisfeitos com o serviço, enquanto nos bancos tradicionais esse valor chegou apenas a 55% das pessoas. Apesar disso, 41% dos entrevistados não estavam dispostos a aderir a uma fintech, 42% não sabiam se estavam dispostos a mudar e apenas 17% disseram estar dispostos a contratar serviços deste tipo de empresa.

Mas é interessante ver que, quando esse número é classificado segundo a faixa etária, os jovens são os mais inclinados a mudar. Entre os dispostos a contratar fintechs, 26% das pessoas tinham entre 18 e 25 anos. Pessoas entre 25 a 34 e entre 35 e 44 anos representavam 15% cada uma. Quando as pessoas tinham mais de 45 anos, este número chegava apenas a 12%.

Por outro lado, a busca “Como abrir conta pelo celular” no Google aumentou 76% entre 2015 e 2017, o que mostra uma demanda pelo modelo de negócios criado a partir desta união de finanças e tecnologia.

Engrenagem Virtual © 2020 | Todos os direitos reservados