Aposentadoria: mais do que parar de trabalhar

Aposentadoria: mais do que parar de trabalhar

A aposentadoria ou pós-carreira requer uma preparação mental, física e financeira. No entanto, grande parte dos brasileiros não reserva um tempo para refletir sobre os seus sonhos e preocupações com o período.

Um profissional dedica cerca de 50% do seu tempo ao trabalho durante sua vida ativa. Por isso mesmo, a maioria das pessoas organiza sua rotina em torno de sua carreira. E aí surge o dilema: o que fazer quando deixar de trabalhar?

Em um primeiro momento, quem passou tanto tempo trabalhando pode até aproveitar para descansar – como se estivesse de férias. Mas, sem planejamento para o período, em pouco tempo pode surgir um misto de insegurança e sensação de vazio. Uma das grandes dificuldades dos aposentados é justamente conseguir manter-se realizado pessoalmente sem sentir-se produtivo.

Isso, em partes, é reflexo das sociedades ocidentais. Enquanto os orientais reconhecem a experiência que só os mais velhos podem ter, aqui a tendência é conferir status e valorizar as pessoas empregadas. Quem tem uma autoestima baseada no trabalho está mais suscetível a perdas emocionais associadas ao fim do período laboral.

As reflexões sobre o pós-carreira precisam ir além. É muito mais do que parar de trabalhar. A aposentadoria não coincide só com o envelhecimento, mas também marca uma série de mudanças fora do campo profissional. A família, por exemplo, já não demanda tanta atenção. Os filhos estão criados e seu papel é mais de conselheiro.

Vale lembrar que o aumento da longevidade cria um “segundo tempo” profissional que pode durar mais de 20 anos. Com a saúde em dia e as finanças em ordem, é hora de elaborar um projeto levando em conta o que sempre desejou fazer. Sem as obrigações de antes, é tempo de cuidar do que te dá prazer.

Para não se “perder”, o ideal é ter um planejamento para essa fase da vida. Infelizmente, tem quem prefira nem pensar nisso. Mesmo quem já está próximo ou se aposentou recentemente, deve “correr atrás do prejuízo” e construir uma estratégia pós-carreira.

Não sabe por onde começar? Que tal responder às seguintes questões:

Como você imagina seu tempo livre?
Quais as coisas que mais gosta de fazer?
Quais são suas maiores preocupações em relação à aposentadoria?
O que você gostaria de aprender, mas não teve tempo?
Você se arrepende de não ter feito algo?
Que tipo de desafio te motivaria?
Você tem algum sonho para esta fase da vida?
Como você se imagina daqui a 5 anos? E a 10 anos?

Engrenagem Virtual © 2020 | Todos os direitos reservados