Evite vazamentos de dado: como gerenciar suas senhas na internet

Evite vazamentos de dado: como gerenciar suas senhas na internet

Você já deve ter ouvido alguém falar que no mundo de hoje o bem mais valioso é a informação. Apesar de uma opinião de senso comum, ninguém pode negar que as informações realmente são importantes e tê-las vazadas pode trazer uma grande dor de cabeça. 

Esses vazamentos muitas vezes vêm da própria empresa que está gerenciando seus dados. Segundo pesquisa da Axur, empresa especializada em monitoramento de riscos digitais, nossos dados e senhas são expostos todos os dias na rede. Muitas vezes não percebemos porque as senhas não têm repercussão, em outros casos, podem gerar grandes crises.

O Facebook, famosa rede social mundial, passou por muitos problemas nos últimos meses por conta disso. A empresa Cambridge Analytica, especializada em estratégia eleitoral obteve os dados pessoais de até 87 milhões de usuários da rede social. A crise foi tão grande que a mídia noticiou que 2018 foi o pior ano do Facebook. 

Outro caso famoso que afetou os brasileiros recentemente foi o vazamento de 2 milhões de dados pessoais de clientes da loja online Netshoes. A empresa teve que pagar R$ 500 mil de indenização por danos morais.

É claro que ainda não existe uma maneira 100% eficaz de evitar esse tipo de incômodo, até porque muitas vezes isso depende do sistema de segurança da empresa que você está fornecendo as informações. Quanto mais as lojas trabalham para garantir a segurança e experiência dos usuários, os golpistas também aperfeiçoam as técnicas e estão prontos para agirem em qualquer falha do sistema.  Contudo, é possível tomar alguns cuidados, aqui vão algumas dicas:

De olho no phishing

Phishing nada mais é que uma mensagem ou uma página falsa, contudo, semelhante às páginas que você está acostumado a utilizar, como bancos, lojas e até governo. Eles geralmente solicitam de maneira educada a atualização ou confirmação de dados, quando você clica, é redirecionado à webpage falsa que recolhe os dados.

Para não cair neste golpe o ideal é desconfiar de tudo, não responda links adicionados a e-mails não solicitados ou no Facebook. Se for uma mensagem do banco, por exemplo, entre em contato com o gerente e verifique do que se trata.

Outra dica é ficar atento no endereço do site, conhecido como ULR, geralmente os sites falsos apresentam algum erro de grafia ou o domínio pode estar errado, por exemplo, todos os sites do governo têm o final .gov. 

Fuja dos malwares

Os malwares são ferramentas utilizadas também para o roubo de credenciais, consistem em vírus que afetam computadores e celulares e são capazes de acessar todas as senhas salvas e enviam para terceiros.

Neste caso a dica é manter um bom antivírus, inclusive no smartphone. Além disso, Mantenha seu navegador atualizado e utilize atualizações de segurança.

Crie senhas fortes

Costuma-se dizer que as senhas são como escovas de dente, devem ser boas, não pode compartilhar com ninguém e tem que mudar a cada três meses. Por isso, o ideal é que você escolha uma senha fácil de ser lembrada por você e difícil de ser descoberta pelos outros, algo que só você sabe. Tente fugir de palavras comuns e faça combinações de coisas distintas.

Muita gente tem a mesma senha para todas as contas, das redes sociais, do banco, do celular. Contudo, isso é perigoso, porque quem descobre uma, descobre todas.

Para te auxiliar, conte com um gerenciador de senhas, esse dispositivo cria e armazena senhas fortes com segurança. As senhas são armazenadas na nuvem em uma lista criptografada que pode ser acessada de qualquer dispositivo.

Engrenagem Virtual © 2019 | Todos os direitos reservados